b
Giro Marília -Obras na SP-333 entram em fase final; pedágios aguardam autorização

A Entrevias Concessionária de Rodovias informou em resposta a uma consulta do Giro Marília que entrega nos próximos dias as obras de duplicação da SP-333 Rodovia Dona Leonor Mendes de Barros, entre os quilômetros 314,4 e 323, no município de Marília.

Além da nova pista e de moderna sinalização, o trecho conta com quatro dispositivos de acesso e de retorno. As obras são acompanhadas pelos técnicos e fiscais da ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

Segundo a Agência  o trabalho deve terminar neste mês – a concessão completou um ano. A Artesp informa que falta apenas a confirmação dos serviços de drenagem, limpeza e revestimento vegetal.

“Antes da entrega oficial da obra, a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de são Paulo) realizará uma vistoria final para uma nova verificação de detalhes de execução do projeto, sinalização e outros itens”, informa a agência.

A Concessionária informa também que as obras de construção das praças de pedágio na SP-333, entre Florínia e Borborema, estão dentro do cronograma fixado com ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e encontram-se em fase de conclusão.

“O início da operação das praças de pedágios está condicionado à definição de data pela Agência, conforme previsto no contrato de concessão firmado com o Governo do Estado de São Paulo”, diz a nota da Entrevias. Segundo a Artesp, ainda não há definição sobre o início da cobrança.

Marília terá duas praças de pedágio. Uma pouco antes da divisa com Echaporã, próximo ao encontro da SP-333 com a rodovia SP-421, que leva a Oscar Bressane e Lutécia, e outra no quilômetro 315, poucos metros antes do trevo de acesso à rodovia BR-153.

A cobrança nesta praça vai atingir moradores da cidade a caminho da Fazenda do Estado e sítios ainda na zona rural de Marília e, especialmente, motoristas que trafegam pela rodovia federal.

Uma ação judicial na Justiça Federal questiona a localização da praça e pede liminar para impedir a cobrança de pedágio até julgamento final do processo ou de sinalização para que motoristas guardem recibos para eventual devolução.


Últimas Notícias