Giro Marília -CPFL culpa árvores e raios por 56% dos cortes e orienta ressarcimento por danos

O plantio de árvores de espécies incompatíveis com o sistema elétrico usado nas ruas, aliadas a raios representam até 56% das causas de interrupções no fornecimento de energia na regional de Bauru, que incluiu atendimento a Marília e mais 109 cidades.

Os dados estão em informação distribuída pela CPFL que publicou também orientação para ressarcimento por danos em equipamentos provocados pelas falhas na rede, como eletrodomésticos queimados.

Para solicitar o ressarcimento, o consumidor deve entrar em contato com a empresa até 90 dias após a ocorrência que teria danificado o aparelho.

O consumidor deve fornecer uma breve descrição do caso com provável data e horário do ocorrido, informações sobre a unidade consumidora, relato dos problemas apresentados e detalhes de marca e modelo do(s) aparelho(s).

A empresa terá 15 dias para analisar individualmente as solicitações e dar uma resposta aos clientes e verificar se houve instabilidade na rede de distribuição no período informado.

Caso seja encontrada ocorrência, pode requerer ao cliente o envio de dois orçamentos para o conserto ou ainda solicitar um orçamento a uma empresa especializada.

A distribuidora analisará os orçamentos e/ou laudos e, se o pedido for aceito, efetuará o ressarcimento (pagamento em moeda corrente ou conserto do equipamento em assistência técnica), em até 20 dias após a resposta fornecida ao consumidor.

“O ressarcimento ocorrerá somente quando a queima ou defeito em aparelhos elétricos estiver relacionado ao problema e/ou falhas na rede elétrica.”

CORTES

Em 2016 a rede contabilizou 30.733 interrupções. A CPFL pretende usar as informações também para potencializar um programa batizado como “Arborização mais segura” que pretende incentivar trabalho preventivo como poda de afastamento dos galhos da rede.

O projeto é desenvolvido com prefeituras e incluiu orientação sobre modelo de arborização mais segura. Integram o programa as cidades de Amparo, Itatiba, Ourinhos, Timburi, Barra do Jacaré (PR), além de Serafina Correa, Antonio Prado e Feliz (RS). Outras cidades se encontram em processo de estruturação, Valinhos, Hortolândia, Águas de Lindóia, Jaguariúna e Passo Fundo(RS).

A CPFL criou um guia sobre “Arborização Urbana Viária” com conselhos para que tanto o cliente como os poderes públicos possam planejar o plantio e os cuidados com árvores. Isto, tanto nas vias públicas quanto nas áreas internas dos imóveis e praças. Segundo a empresa, a rede mantém sistema de proteção contra raios, que atua desligando momentaneamente o sistema (pisca).

Canais de relacionamento com o cliente CPFL Paulista:
Web mobile: www.cpfl.com.br (acesso via smartphone)
Site: www.cpfl.com.br
SMS: enviar para 27351 (em casos de falta de energia, o cliente envia seu código de consumidor para este número e recebe também via SMS a previsão de restabelecimento)
E-mail: [email protected]
Contact Center: 0800 010 1010 (ligação gratuita)
Agências de atendimento presencial nos municípios atendidos

 



Últimas Notícias