Giro Marília -Projeto dá reajuste para prefeito, vice e secretários; servidores aguardam

Em meio a mais uma conturbada campanha salarial de servidores municipais, que começa com reivindicações já rebatidas pela administração, a mesa da Câmara de Marília encaminhou para tramitação um projeto de lei que dá 16,3% de reajuste para os salários do prefeito Daniel Alonso, do vice, Antonio Augusto Ambrósio, o Tato, e de todos os secretários municipais.

A medida eleva o salário de Daniel para R$ 19.442,51. O salário de Tato,  R$$ 13.953,46 e os secretários vão receber R$ 9.727,36.

A Mesa – formada pelos vereadores Marcos Rezende, Evandro Galette e João Bar, todos governistas – aponta na exposição de motivos que a Constituição prevê revisão anual dos servidores públicos.

“A proposta atual atende necessidade do Executivo principalmente quanto aos subsídios aplicados aos Secretários Municipais”, diz o projeto dos vereadores.

A mesa da Câmara diz ainda que compete ao Legislativo dar início ao processo de reajuste de prefeito e secretários.

O projeto já provocou as mais variadas reações de contribuintes em redes sociais e também do Sindicato dos Servidores. “Para o prefeito pode, para os servidores não?”, postou a entidade.

O projeto está em fase de tramitação para apresentação de emendas e pareceres de comissão.


Últimas Notícias