Giro Marília -Saúde anuncia último lote de vacinas contra gripe para público geral

A Secretaria Municipal de Saúde em Marília anunciou nesta quarta-feira a chegada do último lote de vacina contra a gripe, remanescente da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, encerrada no dia 31 de maio. As doses estão disponíveis para todos que procurarem, porém o apelo é maior aos grupos prioritários, ou seja, pessoas mais vulneráveis.

Para consultar o local mais próximo, basta acessar o endereço simplificado www.bit.ly/saudemarilia. As unidades de saúde estarão fechadas quinta e sexta-feira em função do feriado de Corpus Christi e do ponto facultativo declarado pela prefeitura. Os usuários podem buscar atendimento nesta quarta até às 16h ou a partir de segunda.

Conforme dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), do Ministério da Saúde, Marília vacinou 68.034 pessoas, ou seja, 87,38% do público-alvo da campanha, que inclui idosos; gestantes; crianças abaixo de seis anos, mulheres que deram à luz recentemente, trabalhadores da saúde, da educação e da segurança pública.

O percentual de cobertura ainda pode subir, já que ainda faltam ser vacinadas 774 das 2.235 estimadas no município e 3.639 das crianças na faixa etária indicada. As unidades de saúde estão fazendo busca ativa dessas pessoas, com base nos cadastros do SUS (Sistema Único de Saúde), mas a maioria não tem respondido ao chamado.

ATENDIMENTO

A enfermeira Renata Rodrigues Plácido, responsável pelo Programa de Imunização da Secretaria Municipal da Saúde de Marília, informa que o horário de atendimento para vacina contra a gripe foi definido entre às 8h e 16h, de segunda a sexta-feira. É necessário levar a caderneta de vacinação e o cartão SUS.

Ela reforça que as doses disponíveis a todos que ainda não tomaram a vacina contra a gripe, mas pede, principalmente, o comparecimento das pessoas que fazem parte dos grupos prioritários e ainda não se vacinaram.

“No caso das crianças, por exemplo, vemos com bastante preocupação. A vacina é indicada para a idade a partir dos seis meses e até seis anos incompletos. Estas crianças precisam que os pais ou responsáveis tomem a atitude, para que fiquem protegidas”, disse Renata.

A vacina é feita de vírus inativados e fragmentados. A chamada “trivalente” protege contra os vírus A (H1N1 e H3N2) e Influenza B, ambos podendo provocar agravos e até a morte. São os mais prevalentes na população e muito comuns neste período do ano.

 


Últimas Notícias