Giro Marília -Repórter denuncia Datena ao MP por assédio sexual

A jornalista Bruna Drews, 35, afirmou em entrevista à revista Glamour que sofreu assédio sexual do apresentador José Luiz Datena, da Rede Bandeirantes, e que levou o caso ao Ministério Público.

Advogado Eduardo Cesar Leite, que representa Datena em outros casos há 15 anos, disse que a denúncia é ‘um assunto absurdo sem qualquer fundamento’ mas que o caso está sob responsabilidade do criminalista Mariz de Oliveira.

Na entrevista, a jornalista diz que começou a trabalhar na Band há quatro anos e que Datena repetia comentários descabidos e frases como não deveria emagrecer  “porque já era muito gostosa”.


“Ele me faltava com respeito no ar. A gente entrava ao vivo no meio de uma chacina e ele pedia, por exemplo, para balançar os peitos, ou mandava o cinegrafista descer a câmera para mostrar meu corpo.”

Bruna está em licença médica desde julho e move ação trabalhista contra a Band, à qual acusa de ter sido conivente com o caso. “Em todas as matérias, sempre havia uma brincadeira de cunho sexual e até pessoas próximas a mim já comentavam. Quando ia à periferia gravar eu ouvia: ‘olha o lanchinho do Datena’. Isso me constrangia demais”, disse.

A jornalista disse que em uma confraternização  e quando uma assistente de palco deixou o local o apresentador teria dito “eu vim aqui nessa reunião com uma única intenção, comer a assistente de palco, mas como ela foi embora, acho que é hora da gente conversar'.

O processo trabalhista em questão tramita em segredo de Justiça, a pedido, inclusive, da própria autora. A Band está impedida de se manifestar sobre o assunto.”


Últimas Notícias