Giro Marília -Biblioteca lança em Marília livro sobre sequestros de bebês pela ditadura

Nesta terça-feira, dia 25 de junho, às 19h, a Biblioteca Municipal de Marília “João Mesquita Valença” recebe o lançamento do livro “Cativeiro sem fim”, do jornalista Eduardo Reina, em parceria com o Instituto Vladimir Herzog e Alameda Casa Editorial.

O livro reportagem conta a história de 19 bebês, crianças e adolescentes, filhos de opositores à ditadura,  que foram sequestrados durante a ditadura militar, das quais 11 diretamente ligadas à Guerrilha do Araguaia e outras oito no Rio de Janeiro, em Pernambuco, no Paraná e no Mato Grosso.

Com a ajuda de militares, funcionários públicos, funcionários de instituições e de cartórios, as vítimas foram entregues a famílias de militares e a pessoas ligadas aos órgãos de repressão.

Mais que relatos de sequestros e desaparecimentos de crianças e adolescentes, a obra traz registros de atos que jamais foram admitidos e investigados, praticados por agentes da repressão aos movimentos de resistência à ditadura brasileira e demonstra o terrorismo cometido pelo Estado durante o período.

A obra tem prefácio do repórter e escritor Caco Barcellos e posfácio da Procuradora e Presidente da Comissão sobre Mortos e Desaparecidos, Eugênia Gonzaga, e que mostra que as histórias desse período estão longe de acabar, visto que algumas vítimas ainda procuram seus pais biológicos e outras continuam desaparecidas.

Eduardo Reina é um premiado jornalista de São Paulo. Nascido em 1963, trabalhou como diretor, editor, colunista e repórter em importantes veículos de comunicação, da capital e do interior do estado. Seu último trabalho: "Depois da rua Tutóia" (disponível para empréstimo na biblioteca).

A biblioteca fica na Rua São Luiz nº 1295. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3454-7434. A entrada é gratuita.


Últimas Notícias