Pelo menos 30 cães recolhidos nas ruas pela Prefeitura de Igaracy, interior da Paraíba, foram sacrificados por ordem da prefeitura. A justificativa é que os animais eram violentos ou estavam doentes.

O Ministério Público abriu investigação com prazo de cinco dias para que o prefeito apresente informações sobre detalhes das mortes e número de animais de ruas e dados de zoonoses

O Ministério Público investiga denúncias de que os animais foram mortos a pauladas dentro do fórum da cidade. De acordo com a assessoria de comunicação do MPPB, o secretário pode ter cometido infração penal e ato de improbidade administrativa.

A Secretaria da Saúde diz que os animais foram abatidos com procedimento de eutanásia, com aplicação de medicamentos.  A cidade não tem espaços para abrigo e destinação para os animais.

A promotoria também pediu abertura de inquérito e expediu ofício para que o Conselho Regional de Medicina Veterinária investigue a atuação do secretário, que seria veterinário.