b
Giro Marília -Walter Ihoshi ganha vaga definitiva no Congresso em 2017

O administrador de empresas e especialista em comércio exterior Walter Shindii Ihosi, 55 anos, assume a partir da primeira semana vaga definitiva como deputado federal pelo PSD após mais de um ano como suplente na Câmara dos Deputados.

Nascido em São Paulo, onde desenvolveu maior parte de sua formação e sua atuação profissional, o novo deputado foi dirigente da Associação Comercial, subprefeito do Jabaquara até 2006, quando lançou sua primeira campanha para deputado federal.

Foi presidente e co-fundador da indústria de cosméticos Shizen e introdutor da marca Shiseido no Brasil. Também manteve atividades junto a clubes e organizações da comunidade japonesa no Brasil.

Na sua primeira campanha eleitoral recebeu 101.097 votos pelo DEM (Democratas) em coligação com o PSDB.


Aproveitou o mandato para criar uma rede de relacionamento no interior com ligações em pelo menos 80 municípios. Estabeleceu nesta época os primeiros contatos com a comunidade em Marília.

Em 2010, candidato à reeleição, Ihoshi teve 104.400 votos mas não foi eleito. Acabou assumindo o mandato como suplente. Consolidou seus vínculos com Marília e região e adotou seu principal discurso político, na defesa da redução de impostos sobre remédios no país.

Em 2014, já com domicílio eleitoral em Marília, Walter Ihoshi recebeu 88.070 votos. Foi 57º mais votado no estado, com 16.838 mil votos em Marília e 55 mil em municípios da região. 

Não foi eleito mas ficou como primeiro suplente na coligação. Chegou a assumir o cargo em fevereiro de 2015 com a indicação de Edinho Araújo (PMDB) para ocupar a Secretaria dos Portos no governo Dilma Rousseff.

Mas a vaga interina durou pouco. Já em crise política com o PMDB, Dilma tirou Edinho do Ministério e Ihoshi voltou a ser suplente. Fora do cargo, adotou conduta de candidato.

Percorreu dezenas de cidades, influenciou organização do partido para a campanha eleitoral deste ano e divulgou “conquistas” de verbas junto a ministérios, especialmente das Cidades, ocupado pelo ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, também do PSD.

Com a vitória de Edinho Araújo para prefeitura de Rio Preto, Ihoshi conquistou direito à vaga definitiva como deputado, que será assumida em janeiro.

A campanha de Walter Ihoshi em 2014 cstou R$ 
2.193.309,74 e teve como maior financiador o próprio partido, que repassou a ele R$ 600 mil oriundos de doações de empresas como o Bradesco, a Spal Bebidas (do grupo Coca-Cola) e o Grupo JBS. Entre as doações diretas ao candidato, destacam três empresas do setor farmacêutico, na produção ou venda de remédios e o banco Itaú.

 


Últimas Notícias