Fãs do desenho Caverna do Dragão, nome em português para Dungeons & Dragons, retomaram publicações em massa nesta segunda-feira para um cartaz falso de um filme sobre a série de desenhos que fez muito sucesso na década de 80. A imagem ja circulou em 2017 mas ganhou força nas redes sociais.

O cartaz que circular nas redes sociais mostra os principais personagens do desenho com modelo de superprodução. Mas é apenas um projeto de faculdade que um designer brasileiro transformou em projeto final no ano passado.

Além do cartaz, Fabio Rodrigz produziu o que seria a capa do DVD e outros materiais de promoção de um filme fictício que ele, como outros fãs, gostaria de ver na telona.



“Se você está lendo/vendo as matérias sobre as datas de lançamento da Caverna do dragão, a imagem vinculada é uma arte fanmade minha, está tbm no meu behance, curtam lá tbm! pra ajudar o coleguinha! “, disse Fabio em uma postagem divulgada há algumas horas em resposta à viralização da imagem.

Com ou sem cartaz de Fabio, o filme pode mesmo chegar às telas. Diferentes sites especializados em filmes apontam que os estúdios Paramount, dos Estados Unidos, já até reservaram salas para 2021, quando deverá acontecer a estreia da live-action baseada na história.

Além do apelo de sucesso do desenho, a história tem um atrativo que pode nem ser resolvido com o filme: o final da história. Caverna do Dragão conta as aventuras de um grupo de adolescentes que são transportados de um parque para um mundo de fantasia com dragões, animais fantásticos e o suporte de um tutor, o Mestre dos Magos.

Eles tentem voltar para suas vidas em episódios em que são obrigados a trocar o sonho por momentos de perigo de um dos amigos ou de personagens que encontram durante a história.

A série terminou sem uma solução e com muitos possíveis finais criados por fãs e vazados em teorias da conspiração. Em todos os eles a história perde muito o caráter de desenho infanto-juvenil e ganha aspecto mais adulto, que envolve cenários como a morte dos seis heróis ou segundas intenções do “Mestre dos Magos”. As várias versões podem ser encontradas na internet.