Um Boeing 777-2000 da companhia Qatar Airways, aterrissou nesta segunda-feira na Nova Zelândia após 16 horas e 20 minutos de viagem por 14.500km, no vôo comercial mais longo do  mundo.

A viagem atravessou pelo menos dez diferentes fusos horários, com fornecimento de 2.000 bebidas e 1.036 refeições aos passageiros.

Para encarar esta “maratona” aérea, o avião viajou com quatro pilotos e 15 comissários de bordo. O número de passageiros não foi divulgado.

O vôo, recém-lançado pela companhia, promete ser ainda mais demorado na volta. A influência das correntes  de vento deve provocar uma viagem de até 17horas e 30 minutos de vôo.

O pouso às 7h25 (horário local) aconteceu cinco minutos antes do projetado pela empresa. Antes desta viagem, o vôo mais longo havia sido da Emirates Airlines entre Dubai e Auckland, com trajeto de 14.200 quilômetros.