Giro Marília -Rede estadual anuncia aulas pela internet com acesso gratuito por celular

O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta sexta-feira lançamento de uma plataforma de educação que vai oferecer até dez horas de aulas ao vivo com internet gratuita para acesso dos alunos por celular.

O sistema vai funcionar com um aplicativo a ser baixado pelos estudantes que poderão acompanhar aulas pela TV, com transmissão por canais da TV Cultura, e ao mesmo tempo com atividades pelo celular.

O serviço será feito a partir de uma central de mídia com a previsão de atingir até 3,5 milhões de estudantes no Estado. Deve entrar em funcionamento na próxima segunda-feira.

Veja as informações divulgadas pelo governo sobre o serviço

- O acesso poderá ser feito pelo celular sem cobrança de internet. Toda vez que o aluno fizer o acesso ao APP o uso de dados será calculado para cobrança junto à Secretaria da Educação;

- O aluno poderá assistir às aulas ao vivo pela TV ou celular e interagir pelo telefone

- O aplicativo oferece diferentes canais por área de ensino. Alunos escolhem qual vão acessar, podem acessar chat para dúvidas e baixar conteúdo

As aulas na rede estadual de São Paulo estão suspensas desde o dia 23 de março como medida de controle à propagação do coronavírus. Como a Seduc antecipou o período de férias e recesso escolar, neste momento é importante que os estudantes acessem e conheçam as ferramentas para se familiarizarem. As aulas que contarão como dias letivos recomeçam no dia 22 de abril

O download do Centro de Mídias SP está disponível para os sistemas Android e IOS. Para ter acesso, estudantes e professores da rede estadual terão de fazer o login com os mesmos dados usados na Secretaria Escolar Digital (SED). O aplicativo foi desenvolvido pela IP.TV e doado à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), durante a suspensão das aulas.

Durante a coletiva de apresentação do projeto o governo anunciou ainda que deputados estaduais transferiram suas emendas para investimentos na saúde.

As emendas representam direcionamento de R$ 325 milhões do orçamento que segundo o governo serão aplicadas em ações preventivas e de combate ao coronavírus.