Giro Marília -MAC perde jogo e invencibilidade para Penapolense no Paulista Sub-20

Classificado com três rodadas de antecedência, o Marília entrou em campo nesta quinta (23) apenas para cumprir tabela, já à espera da segunda fase do Campeonato Paulista Sub-20 da Federação Paulista de Futebol (FPF).

A falta da obrigação da vitória pode ter cobrado seu preço. Distante de suas melhores atuações, o Marília perdeu de virada para o Penapolense, por 2 a 1 e, de quebra, viu cair sua invencibilidade na competição.

Apesar do tropeço em casa, o Marília segue na liderança do Grupo 2, com 19 pontos. O vice-líder XV de Jaú ficou no empate em casa com o Taquaritinga, por 1 a 1 e foi a 16. Clique aqui e confira resultados e classificações na íntegra. 

O Marília volta a jogar em casa na próxima quinta-feira (30), diante do Vocem, às 15 horas. Restará, depois, apenas o duelo diante do XV de Jaú, dia 7 de outubro, no estádio “Zezinho Magalhães”, em Jaú.

O JOGO

Classificado, o Marília iniciou o jogo sem pressa para ganhar. Mas bastou o primeiro contra-ataque, aos 10, para abrir o placar. Diogo recebeu lançamento direto do goleiro Henrique na ponta esquerda, passou por dois zagueiros e bateu. A bola ainda tocou na trave antes de pingar para dentro do gol.

O Marília dominava o jogo mas permitia alguns avanços do Penapolense. Aos 24, João Duarte avançou como quis, arriscou de fora da área e estufou as redes, no canto direito, sem chances para a defesa de Henrique. Motivado, o CAP passou a se arriscar ainda mais ao ataque, sem muita resistência pelo meio-de-campo maqueano.

Aos 40, quase veio a virada. João Duarte – de novo ele – recebeu cruzamento da direita dentro da área, bateu de virada mas mirou mais o tobogã do que o gol. O empate parcial até que ficou de bom tamanho ao final da etapa inicial.

O acerto na marcação igualou o jogo para os minutos finais. Mas as brechas apareciam. Aos 9, Diogo – olha ele aí – desvencilhou-se do lateral, avançou, mas pegou mal na finalização. O CAP ‘respondeu’ aos 15, com um chute cruzado de Gabriel Paixão que Henrique espalmou para o escanteio.

Os visitantes, aliás, assumiram o domínio do jogo com sucessivos ataques à meta maqueana. A insistência foi premiada aos 24. Danilo cruzou da esquerda, Henrique falhou, Wendel só ficou olhando e João Duarte, oportunista, só teve o trabalho para empurrar para o gol. Virada do CAP: 2 a 1.

O Marília reagiu. Aos 36, Diogo cobrou falta da entrada da área e o goleiro Jorge buscou no ângulo superior direito. Grande defesa. Em vantagem no placar, o CAP se encolheu. Apesar dos sete minutos de acréscimo, o Marília deixou o campo derrotado pela 1ª vez no Paulista.