Giro Marília -Marília perde para o Guarani e dá adeus ao Campeonato Paulista Sub-20

Foram dez vitórias, quatro empates e quatro derrotas. A última, nesta quinta (25), por 2 a 1, foi da despedida do Marília Atlético Clube do Campeonato Paulista Sub-20, no estádio ‘Tonicão’, em Assis (SP).

Com a eliminação na 3ª fase, o Marília passa a focar, exclusivamente, a preparação do time profissional para a disputa do Campeonato Paulista da Série A3 de 2022 – inclusive, com vários dos talentos do sub-20.

A categoria, aliás, entre em ‘recesso’, ainda mais que o clube não deverá participar da próxima Copa São Paulo de Futebol Junior, a conhecida ‘Copinha’, em 2022. O meia Guilherme Vieira e o centroavante Breno foram emprestados ao SKA Brasil.

O JOGO

Com a necessidade de vencer com farto saldo de gols, não restou ao Marília outra alternativa senão partir pra cima do Guarani. Mas bastou o primeiro ataque adversário para piorar sua situação. Aos 2, Matheus Souza bateu cruzado e abriu o placar.

No contra-ataque seguinte veio o segundo, aos 4. Desta vez, Matheus Souza precisou apenas escorar a bola para as redes após cruzamento de Emerson pela direita. Atordoado, o Marília tentou reagir com alguns chutes a gol.

À vontade no placar e no jogo, o Guarani se articulava rápido. Aos 20, até o árbitro Clayton de Oliveira Dutra foi traído pela velocidade campineira. Escorregou e caiu. Sorte dele que Diogo parou a jogada, puxando a camisa do adversário.

E não era mesmo o dia do Marília. Aos 33, Diogo recebeu livre pela direita e, de frente para o goleiro, o mais habilidoso dos maqueanos bateu para fora. Na sequência, Vitor Hugo cabeceou sozinho para longe do gol.

Aos 38, o ala-direito Rissani perdeu a bola no meio de cabelo e deu sorte de Matheus Souza ter se atrapalhado todo na conclusão. Pouco depois, o goleiro maqueano tirou com os pés uma tentativa de Alê, de fora da área.

Sem muito o que fazer, o Marília retornou do vestiário disposto a fazer, ao menos, um golzinho de honra. O Guarani, por sua vez, baixou o ritmo do jogo para se poupar, já de olho nas quartas-de-final.

Aos 7, Chileno bateu de fora da área e exigiu algum esforço do goleiro do Bugre. Daí pra frente foi um lá e cá, com chances para ambos os lados. Aos 19, Diogo também arriscou de longe e Lucas espalmou.

Aos 33, Diogo tricotou a zaga bugrina e passou para James, que tocou para as redes e diminuiu a desvantagem. Aos 38, Matheus Souza invadiu a área pela esquerda e só parou no goleiro Henrique.

Nos últimos momentos de jogo, o Marília foi pro abafa em busca do empate. Aos 42, Lucas cresceu para cima de Diogo e evitou o gol, na pequena área. Couto (Guarani) e João (Marília) ainda acabariam expulsos antes do apito final.