Giro Marília -Sem Guilherme, MAC pega Nacional já de olho na classificação na A3

De volta pra casa após uma ‘turnê relâmpago’ com duas paradas – vitória contra Rio Preto (3 a 0) e empate contra o Primavera (0 a 0) – o Marília recebe o Nacional, neste sábado (15), no Abreuzão, às 17 horas, de olho na próxima fase do Paulista da A3.

Não é para menos: depois de uma retomada ruim após a paralisação do estadual, com a soma de apenas três pontos em 12 disputados, o Tigre somou sete nas últimas três rodadas e já faz as contas para sua classificação.

Somado o jogo da tarde deste sábado (15), válido pela 11ª rodada, o Marília tem mais 15 pontos em disputa. Nas contas do técnico Guilherme Alves, a vaga no G-8 da 2ª fase pode ser garantida com, pelo menos, 21 pontos.

“Meu pensamento é ficar entre os quatro”, cravou o treinador. Atual vice-líder com 17 pontos, o Marília necessitaria de apenas mais cinco pontos, segundo a matemática do treinador, para seguir adiante no estadual.

A reta final desta etapa de classificação não é das mais fáceis. Depois de receber o Nacional, neste sábado (15), o MAC terá que cruzar o estado para pegar o São José, na segunda (17); receberá o Comercial e disputará dois dérbis contra o arquirrival Noroeste, também no Abreuzão e o Linense, em Lins (SP).

TIMES

O Marília deve repetir praticamente a mesma equipe que atuou em Indaiatuba na quinta-feira (13). Poupado, Danilo Baia deve ser a novidade na ala-direita. A principal novidade está na beirada do gramado.

O técnico Guilherme Alves vai cumprir suspensão pela expulsão no último jogo e será substituído por Paulo César Borges Junior, o ‘PC Júnior’, filho do ex-goleiro homônimo revelado pelo MAC, onde jogou de 1977 a 1981.

O ‘Naça’ também não deve ter muitas mudanças senão o improviso de Diego Chiclete no meio de campo. O objetivo do técnico Ricardo Silva é qualificar a saída de bola para acionar o melhor ataque desta A3, com 19 gols.

O atacante Eder Paulista, aliás, é o artilheiro do estadual com sete gols. Se é o melhor na frente, o Nacional tem o pior lá atrás. A defesa é a mais vazada com 20 gols sofridos. Detalhe: o time não perde como visitante há três rodadas.

A RODADA

Além de Marília x Nacional, a 11ª rodada do Paulista terá todos os outros sete jogos neste sábado. Os quatro primeiros começam às 15 horas: Batatais x Bandeirante, no “Dr. Osvaldo Scatena”, em Batatais (SP); Votuporanguense x Penapolense, na Arena Plínio Marin, em Votuporanga (SP); Capivariano x Primavera, no “Ernesto Rocco”, em Porto Feliz (SP) e Rio Preto x São José, no “Anísio Haddad”, em São José do Rio Preto (SP).

Outros três jogos estão agendados para as 17 horas: Noroeste x Desportivo Brasil, no “Dr. Alfredo de Castilho”, em Bauru (SP); Linense x Comercial, no ‘Gilbertão’, em Lins (SP) e Barretos x Olímpia, no “Fortaleza”, em Barretos (SP).

CLASSIFICAÇÃO

1) Noroeste, 20 pontos; 2) Marília, Linense e Votuporanguense, 17; 5) São José, 16; 6) Primavera, 15; 7) Capivariano, Barretos e Desportivo Brasil, 14; 10) Nacional, 13; 11) Olímpia e Rio Preto, 12; 13) Bandeirante e Comercial, 11; 15) Batatais, 8; 16) Penapolense, 4 pontos.

Ficha Técnica:

MARÍLIA X NACIONAL

Marília: Cleber Alves; Danilo Baia, Geninho, Jean Pierre e Luan Gama; Junior Santos, Léo Couto e Matheus Silva; Orlando Junior, Gustavo Nescau e Joãozinho. Técnico: Guilherme Alves. Nacional: Rafael; Gigante, Everton, Gustavo França e César; Diego Chiclete (Léo), Mendes, Brener (Paolo) e Guilherme Lobo; Eder Paulista e Wallace. Técnico: Ricardo Silva. Arbitragem: Rafael Gomes Felix da Silva, auxiliado por Marco Antonio de Andrade Motta Junior e Ricardo Busette. Local: Abreuzão, às 17 horas.


Últimas Notícias