Giro Marília -Alcolumbre teve quase 20% dos recursos do 'Orçamento Secreto', diz TV

source
Presidente da CCJ, Davi Alcolumbre
Pedro França/ Agência Senado
Presidente da CCJ, Davi Alcolumbre


Presidente da Comissão de Constituição de Justiça do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) teve quase 20% dos recursos destinados ao senadores através das emendas de relator (RP90), a maior parcela. Só ele indicou R$ 1,1 bilhão dessas emendas e já teve R$ 935 milhões desse montante empenhado.

Os números integram uma planilha de gastos de parlamentares, divulgada pela CNN Brasil. Como essas emendas não seguem critérios técnicos e não há indicações sobre quem ou o quanto recebeu, elas foram batizadas como "orçamento secreto" .


A publicação explica que, para este ano, R$ 11 bilhões foram distribuídos dessa forma para a Câmara e R$ 5,5 bilhões para o Senado. Desse total, dos mais de R$ 1 bilhão indicados por Alcolumbre, R$ 576 milhões foram para o Ministério do Desenvolvimento Regional; R$ 424 milhões, para a Saúde; 81,3 milhões, para o Ministério a Defesa; R$ 16,9, para o Turismo; R$ 16,8 milhões, para a Agricultura; R$ 10 milhões, para a Funasa, e R$ 6,1 milhões foram para a Educação.


Últimas Notícias