Giro Marília -Covid-19: Prefeitura de SP recebe doações para programa social

source

Agência Brasil

morador arrow-options
Rovena Rosa/Agência Brasil
Os beneficiários têm o seguinte perfil: idade igual ou superior a 60 anos e apresentam estado de saúde fragilizado, com doenças pré-existentes


A prefeitura de São Paulo lançou, nesta terça-feira(7), o programa Cidade Solidária (www.spcidadesolidaria.org), voltado para o auxílio de pessoas enquadradas no grupo prioritário do Estratégia de Saúde da Família (ESF). As famílias que pertencem a essa categoria se encontram em situação de extrema vulnerabilidade social, necessitando de proteção durante a pandemia do coronavírus (Covid-19). 

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Fernando Chucre, os beneficiários têm o seguinte perfil : idade igual ou superior a 60 anos e apresentam estado de saúde fragilizado, com doenças pré-existentes. Ele disse, ainda, que muitos deles são pessoas com deficiência ou que têm algum membro familiar com deficiência e que residem em ocupações.

Como será

Na primeira etapa do programa, a prefeitura coletará produtos para distribuir entre os beneficiários. Qualquer pessoa pode doar cestas de alimentos ou de produtos de higiene e limpeza, que estarão sendo recebidas em oito pontos da cidade, em esquema de drive-thru. 

Para que todas as famílias sejam atendidas em suas necessidades, as cestas de alimentos e as cestas de higiene e limpeza deverão conter itens específicos, com produtos não perecíveis, como arroz, feijão e macarrão. Caso haja interesse em se fazer uma contribuição em grande quantidade de produtos listados, a orientação é para que se entre em contato com a coordenação do programa. 

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, diversas entidades já aderiram à mobilização, como a Fundação Tide Setubal, de luta pelo direitos das pessoas que vivem em periferias urbanas, o Instituto Alana, de defesa dos direitos das crianças, a Cruz Vermelha, a União dos Movimentos de Moradia, o banco Itaú e o movimento Todos pela Educação. 

Além dessas entidades, outras estão sendo convidadas para participar da ação , que resulta de uma articulação entre as secretarias municipais de São Paulo.

O que pode ser doado

Confira quais itens podem ser doados e os endereços onde devem ser entregues:

Cesta Básica de Alimentos
1) Leite em pó integral para bebida: dois pacotes de leite em pó instantâneo, 400 gramas cada;

2) Arroz agulinha: 5 kgs;

3) Feijão carioquinha: 1 kg;

4) Farinha de mandioca: branca, 1,5 kgs;

5) Açúcar: refinado: 1 kg;

6) Óleo de soja: 900 ml;

7) Sal: 1 kg;

8)Macarrão: 1 pacote de tipo espaguete;

9) Polpa ou purê de tomate: 1 embalagem em caixa; 

10) Sardinha em óleo comestível: 2 latas.

Cestas de higiene
Sabonete;

Escova dental;

Creme dental;

Absorvente higiênico;

Papel higiênico.

Cesta de limpeza
Água sanitária;

Detergente em pó;

Desinfetante;

Esponja multiuso.

Onde se pode doar
1) Biblioteca Mário de Andrade

Rua da Consolação, 94 - República

2) Centro Cultural São Paulo

Viaduto Beneficência Portuguesa - Paraíso Acesso de veículos ao Centro Cultural São Paulo (20 metros antes da esquina com a Rua Vergueiro)

3) Teatro Arthur Azevedo

Avenida Paes de Barros, 955 - Mooca

4) Centro Cultural da Diversidade

Rua Lopes Neto, 206 - Itaim Bibi

5) Tendal da Lapa

Rua Constança, 72 - Lapa

6) Casa de Cultura Vila Guilherme

Praça Oscár da Silva, 110 - Vila Guilherme

7) Casa de Cultura do Butantã

Avenida Junta Mizumoto, 13 - Jardim Peri

8) Centro Cultural Santo Amaro

Avenida João Dias, 822 - Santo Amaro

Horário de funcionamento dos pontos de coleta do drive thru: das 10h às 17h.

O programa também está aceitando doações de qualquer valor em dinheiro. As informações bancárias para transferência ou depósito são: Banco do Brasil, agência 1897-X, C/C 2020-6 - PMSP/SMDU-Cidade Solidária, CNPJ: 46.395.000/0001-39. 

*Com informações da assessoria de imprensa da prefeitura de São Paulo.


Últimas Notícias