Giro Marília -Fala sobre "guerra química" atrapalha vinda de insumos chineses, diz Omar Aziz

source
Senador Omar Aziz (PSD-AM)
Jefferson Rudy/Agência Senado
Senador Omar Aziz (PSD-AM)

O presidente da CPI da Covid , senador Omar Aziz (PSD-AM), e o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), criticaram as declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que mais cedo insinuou que China pode ter criado o coronavírus como parte de uma "guerra química". Aziz lembrou que parte dos insumos usados no combate à doença vem da China. Assim, a fala de Bolsonaro pode prejudicar o Brasil.

"Eu acho que a a situação nossa em relação a insumos vai piorar com essa declaração hoje", disse Aziz. "Hoje continuaram as ameaças do presidente", destacou Renan Calheiros.

Você viu?

Aziz prosseguiu dizendo que "hoje foi ruim". "Ele chama de guerra química e tal. Estamos na mão dos chineses para trazer o IFA (ingrediente farmacêutico ativo, usado na Coronavac). Não temos produção de IFA, e não vamos ter tão cedo. Dependemos da Índia para alguns insumos, da China para outros. Não é momento de cutucar ninguém. Não é momento. Nem aqui entre nós."

Mais cedo, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) também destacou as declarações de Bolsonaro. Além da insinuação em relação à China, Vieira lembrou que o presidente disse que quem é contra cloroquina e não apresenta alternativas é canalha e atua por interesse econômico. E questionou o ex-ministro da Saúde Nelson Teich, que presta depoimento na CPI, se ele concordava com essas ideias.

"Eu não concordo com nenhuma delas", respondeu Teich.


Últimas Notícias