Giro Marília -Falso "sugar daddy" é preso suspeito de estuprar mulheres

source
Eliézer
Reprodução
Eliézer (foto) usava imagem de jornalista americano para enganar vítimas.

Um homem que fingia ser um "sugar daddy" - homem que oferece dinheiro e presentes para mulheres em troca de um relacionamento - foi preso de forma preventiva na última quinta-feira (22). Segundo a polícia, Eliézer de Queiroz Moreira, 33, é suspeito de estuprar e ameaçar as vítimas.

Eliézer utilizava um perfil falso em um site de relacionamento para conseguir atrair as vítimas. Ele usava fotos do jornalista estadunidense Freddy Shermann ao lado de carros e itens de luxo e fingia ser ele.

Nas conversas, o homem dizia que tinha um sobrinho que sofria de depressão e que elas poderiam se relacionar com ele em troca de vantagens. Entretanto, o sobrinho era o próprio Eliézer. Um dos pagamentos feito às mulheres chegou ao valor de R$ 7 mil.

Ao perceberem que era um golpe, as vítimas confrontavam o suspeito, que as ameaçava e as abusava. Ao G1, o delegado Cristiano Maia detalhou um dos golpes cometidos por Eliézer. "Uma das vítimas tinha uma filha com câncer, e ele prometeu que cuidaria do tratamento da menina em troca de favores sexuais. Esse foi um caso que chamou a atenção", contou ao portal.

O delegado disse que o falso "sugar daddy" responderá por quatro crimes: estupro, estelionato, constrangimento ilegal e corrupção de menores. Ele poderá ser condenado a mais de 30 anos de prisão.


Últimas Notícias