Giro Marília - Marília tem 22,5 mil consumidores negativados; R$ 18 milhões em dívidas

O comércio de Marília atingiu a marca de R$ 18 milhões em dívidas acumuladas por crediários não pagos e 22,5 mil consumidores com nome no cadastro de débitos, que afeta financiamentos e compras a prazo.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília, Adriano Luís Martins, apontou a possibilidade que a cidade chegue ao final do ano perto da casa dos R$ 20 milhões.

“A inadimplência é um perigo constante entre os lojistas. Houve uma elevação de 2,4% no comparativo com o mês de maio”, ressaltou o presidente da Acim.

A entidade orienta lojistas a buscar soluções em acordos extrajudiciais. “É preciso recuperar parte do que foi perdido”, ressaltou o presidente da associação comercial. 

Em junho foram registradas 39.914 dívidas que totalizam R$ 17.906.394,90 de dívidas acumuladas com o valor recorde no registro junto ao SCPC.

“Isso quer dizer que o valor real é bem maior, pois, existem aquelas dividas que não foram registradas”, lembrou o vice-presidente Roberto Borghette de Melo.

Para cada devedor que existe, o valor médio das dívidas é de R$ 793,00. As mulheres, com 12.338 de registros, seguem como maioria no cadastro. E a preocupação é maior com movimento do segundo semestre

“Geralmente no segundo semestre a tendência é ser maior, por haver mais datas comemorativas no varejo que movimentam mais as lojas”, disse ao apontar os meses de novembro e dezembro


Últimas Notícias