Giro Marília -Bares e comércio pedem abertura em Marília; vão esperar reunião com governo

Representantes de bares, restaurantes e do comércio de Marília participaram de uma audiência com o prefeito Daniel Alonso na manhã desta segunda-feira para discutir medidas de apoio para retomada de atividades no setor.

O encontro é a primeira medida oficial de pressão pela reabertura após campanhas públicas de empresas contra as regras de restrição em prevenção à epidemia de coronavírus.

Na fase vermelha, Marília não tem atendimento do comércio em geral, shopping centers, salões, restaurantes e bares “Tivemos oportunidade de colocar nossas reivindicações, fomos ouvidos”, diz uma mensagem divulgada em grupo de empresários após o encontro.

Segundo a mensagem, o prefeito Daniel Alonso teria anunciado que vai a São Paulo nesta terça-feira para discutir medidas possíveis. Ele deve apresentar uma resposta na quarta-feira.

Os empresários anunciaram ainda a formação de uma comissão que vai procurar o Ministério Público para discutir a crise econômica decorrente da epidemia.

Uma ação civil pública protocolada em abril provocou ordem judicial para que a prefeitura siga regras do Estado sob risco de multa e denúncia por improbidade.

A pressão sobre Daniel aumentou a partir do domingo quando a prefeita de Bauru, Suéllem Rossim, anunciou regras que contrariam o Plano São Paulo e autoriza funcionamento de bares, restaurantes e lojas.


Últimas Notícias