Giro Marília -Coronel da reserva intervém em abordagem de novos policiais: 'procedimento errado'

O coronel da reserva da Polícia Militar e cientista social Sugar Ray Robson protagonizou um momento de orientação, cidadania e formação para três soldados da PM em fase final de treinamento com intervenção em uma abordagem a dois rapazes realizada no centro da cidade por volta de 11h deste sábado.

Os três policiais participavam de um programa de formação com ronda pelo centro comercial. Abordaram os jovens na avenida Tancredo Neves, próximo ao Terminal urbano, quando o coronel passava pelo local. Após uma ação demorada e com o que ele aponta como erros técnicos, liberaram um dos rapazes e retiveram o outro.

“Eu comecei a acompanhar e vi que a abordagem descumpriu padrões técnicos da corporação. A Polícia Militar tem um método técnico de alto padrão, que prevê condições para uma abordagem segura e com respeito à dignidade humana, que é um dos objetivos maior de proteção do policiamento”, disse Sugar Ray ao Giro Marília.

Segundo ele, a abordagem começou com falhas como excesso de conversa e contatos próximos antes mesmo de uma vistoria pessoal que pudesse identificar ilícitos ou situações de risco como porte de arma.

Sugar Ray afirmou que o objetivo foi um alerta aos policiais, uma defesa dos procedimentos técnicos que são ensinados na PM e uma forma de proteger os cidadãos envolvidos e a corporação contra uma eventual situação de crise. Destacou que a abordagem errada instiga situação de conflito, de reação, constrangimento, respostas indevidas dos abordados.

“Cria um risco para uma situação que pode acabar com uma agressão, com reação dos abordados ou do policial e o que deveria ser uma simples abordagem e medida de segurança vira um caso de repercussão negativa, acaba no Fantástico”, afirmou.

Sugar Ray telefonou para tentar contato com o sargento responsável pela formação, que estava nas ruas com equipes. “Quando eu liguei um dos policiais ouviu e o rapaz foi liberado. O sargento veio, eu falei com ele, ele me deu razão e disse que iria ter conversa específica sobre o caso com os policiais”, afirmou.


Últimas Notícias