Giro Marília -Estado divulga projetos de escolas para concessão; prevê uma em Marília

O Governo de São Paulo divulgou nesta quinta-feira conjunto de imagens em perspectiva dos projetos para implantação de 33 escolas estaduais que devem ser construídas em sistema de concessão. A lista inclui uma em Marília.

O modelo de concessão anunciado pelo governo prevê que a iniciativa privada assuma a obra e em seguida os serviços de segurança, manutenção e alimentação escolar. A gestão pedagógica deve seguir com o governo.


Além da construção das 33 escolas, empresas que participarem do leilão devem oferecer mobiliário, materiais de papelaria e equipamentos.

O estado projeta três modelos de escolas com opções para 21, 28 e 35 salas de salas de aulas. O editais foram autorizados, mas ainda não foram divulgados.

Em todos os modelos prevê sala de segurança, sala de serviços, cozinha, despensa, área de pré-lavagem de alimentos, vestiário feminino e masculino para os profissionais que atuarão na manipulação de alimentos.

Todas as unidades de ensino serão construídas nos padrões de acessibilidade e o auto de vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) também será de responsabilidade das vencedoras dos leilões.

Nas áreas dedicadas aos alunos, estão previstos espaços de estudos individuais com 20 cabines em cada unidade de ensino, destinadas a atividades que exijam silêncio. Todas escolas devem ter salas exclusivas de trabalho para os grêmios estudantis.

Para as atividades coletivas e de convivência, os prédios terão anfiteatro (cobertos ou não), pátio coberto e descoberto, refeitório e quadras poliesportivas cobertas. Para o uso das quadras, os estudantes terão vestiários à disposição.

As 33 unidades de ensino contarão ainda com laboratórios e espaços de inovação, que devem seguir, por exemplo, a vocação da unidade de ensino ou a realidade local.

Nos espaços reservados à equipe gestora e aos professores, estão previstas a criação de salas de reunião de diversos tamanhos e copas exclusivas.


Últimas Notícias