b
Giro Marília -HBU faz ensaios fotográficos de bebês em UTI neonatal e humaniza internações

Um projeto desenvolvido por uma enfermeira assistencial e uma neonatologista do Hospital Beneficente da Unimar produz ensaios fotográficos de bebês que precisam de uma temporada na Unidade de Terapia Intensiva para recém nascidos na unidade.

Promovido pela enfermeira Ana Carolina Pavarini Maciel e pela neonatologista Flávia Regina de Oliveira Silva Almeida, fotógrafa dos ensaios, o projeto  foi batizado como "SObre Um Novo Olhar" e busca oferecer recordações bem produzidas dos primeiros dias das crianças e promover momentos de humanização com as famílias durante esta etapa muitas vezes traumática após o parto.


O projeto teve início em maio de 2019, quando as fotos foram doadas como comemoração do Dia das Mães. “O primeiro Dia das Mães é algo marcante na vida da mulher. Não podíamos deixar de comemorar. Para eternizar esse momento, fotografamos os pés delicados dos bebês e colocamos os quadrinhos em cima das incubadoras. Foi uma surpresa emocionante! ”, destacou Flávia.

Ela explicou que a partir do projeto foi possível perceber a possibilidade de estender a medida além de datas comemorativas e levar essa atenção para a rotina da Unidade, conforme a evolução e estabilização dos pequenos pacientes.

“Além das fotografias realizadas com os bebês com boa evolução, vivenciamos uma situação de desfecho triste, em que esse registro possibilitou à família uma recordação física de seu bebê tão desejado”, explicou Ana Carolina.


As especialistas explicam que o projeto permite enxergar no recém-nascido, o potencial da vida e a grandeza que existe em pequenos tamanhos.

A coordenadora da Unidade Neonatal, médica Daniele de Carvalho Garbelini, enfatiza que ações como essa são tão importantes quanto os cuidados com o recém-nascido.

“Estamos cuidando também daqueles que, após este período de internação, terão que ter toda a atenção para se dedicar àquele ser tão pequenino e que vai inspirar muitos cuidados, às vezes complexos, necessitando muita lucidez e equilíbrio por parte dos pais; sendo assim, quanto mais suavizada for a caminhada dentro da Unidade Neonatal, mais fácil se tornará desligar-se dessa unidade e seguir o próprio caminho após a tão esperada, porém tão temida alta hospitalar”, afirmou.


A supervisora de enfermagem do bloco Materno-Infantil, enfermeira Aline Marzola também ressalta a importância deste projeto. “A assistência prestada na unidade vai desde os cuidados com o bebê, como também o bem-estar e apoio aos familiares”. Cada bebê tem sua história e muitos deles passam seus primeiros meses em nossa Unidade. As fotos proporcionam a essas mães minutos de leveza, onde ela curte seu bebê, esquecendo os desafios a serem enfrentados”, explicou Ana Carolina.

“Entramos na vida dessas famílias em momentos difíceis e delicados e nem sempre temos as melhores notícias para dar, o que torna o dia deles mais difícil e pesaroso. Poder participar de um momento de leveza e felicidade desse, conseguindo entregar a elas uma tão sonhada foto dos seus bebês, que ainda não chegaram em casa, é extremamente gratificante. Cada sorriso que recebemos das famílias, é um combustível para continuar sempre zelando por um núcleo que, por alguns dias ou até meses, passa a ser nosso também”, disse a médica Flávia Regina.

A produção exige um grande preparo e toda equipe se envolve em transformar a Unidade Neonatal em um estúdio de fotografia. Os registros são feitos pela médica Flávia e obedecem às normas e rotinas da Unidade, respeitando a individualidade, períodos de descanso e quadro clínico de cada bebê.

A UTIN (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal já conta com programas para melhor assistência, aliada ao suporte emocional aos pais, minimizando assim os efeitos de uma internação tão precoce.

As medidas incluem visita aberta aos pais, favorecendo o vínculo precoce com o recém-nascido, período 10h às 22h, visita de familiares, em horários pré-definidos, visita do(s) irmão(s), aos domingos, em horário pré-definido, método canguru, permitindo a participação dos pais, onde o recém-nascido fica em contato pele a pele com a mãe e/ou pai, favorecendo o desenvolvimento neurológico, ganho de peso, auxiliando na recuperação mais rápida.


O hospital oferece também a Hora do Soninho, com momentos no dia em que as luzes da unidade são diminuídas, oferecendo um ambiente mais calmo e relaxante, reduzindo o estresse. Nesse período evita-se qualquer procedimento com o recém-nascido.

O HBU é a única instituição da região que assiste ao aleitamento materno, inicialmente através da ordenha manual dirigida e posteriormente em seio materno. A instituição conta ainda com o planejamento da alta hospitalar, com ações educativas, onde os pais aprendem cuidados de higiene, administração de medicamentos, proporcionando assim mais confiança aos cuidadores.

A UTI Neonatal do HBU foi inaugurada em outubro do ano 2000, possui infraestrutura e equipe multiprofissional especializada no atendimento ao recém-nascido de alto risco.


Últimas Notícias