Giro Marília -Marília atinge 241 suspeitas de dengue; Argollo terá limpeza neste sábado

Um boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde nesta sexta-feira mostra que a cidade de Marília já registrou 241 casos suspeitos de dengue em 2020, com 62 das investigações no bairro Argollo Ferrão, que receberá uma operação de limpeza neste sábado. Oito caso foram confirmados.

A limpeza será feita em parceria com a população. Foram disponibilizados para a ação um caminhão e uma máquina. A Prefeitura também está oferecendo luvas aos populares que participarão do mutirão.

Cinco Agentes de Controle de Endemias farão visitas durante a limpeza, para dar orientação e fazer eliminação de possíveis focos. A força-tarefa vai limpar vielas, quintais, margens de barrancos, entre outros espaços de difícil acesso, onde apenas os moradores têm domínio.

Parte dos resíduos deveriam ter sido colocados na rua mais próxima para coleta de lixo domiciliar, porém ao longo do tempo faltou conscientização por parte de alguns moradores.


Lixo e entulho acumulados oferece criadouros para o mosquito Aedes aegypti, além de favorecer a leishmaniose (transmitida pelo mosquito palha) e o surgimento de escorpiões, baratas e outras ameaças à saúde.

O secretário municipal da Saúde, Ricardo Sevilha Mustafá, lembra que a melhor arma contra a dengue é a limpeza e conscientização. “A água parada atrai o mosquito, que é nosso grande inimigo. A população é nossa aliada e precisa se comprometer”, disse.

A supervisora da Vigilância Epidemiológica, Alessandra Arrigoni, explica que os casos deste ano em Marília são do sorotipo “dois” da doença, o qual não se verifica grande parcela da população imune.

“Existem quatro sorotipos, sendo que cada pessoa pode adoecer uma única vez com cada um deles. Não tem remédio melhor que a prevenção, a redução sistemática dos mosquitos, com a eliminação dos criadouros”, disse a especialista.


Últimas Notícias