Giro Marília -MP denuncia ex-servidora da Emdurb por fraude em holerites e descontos

O Ministério Público do estado denuncia uma ex-servidora da Emdurb por acusação de ‘enriquecimento ilícito’ com fraude no sistema administrativo da empresa para anular descontos em seu salário.

A denúncia é baseada em um inquérito civil aberto após remessa de documentos da Corregedoria, que promoveu um processo administrativo com consequente demissão da servidora.


É a segunda ação judicial contra a servidora provocada pelos desvios. Na primeira, a Emdurb cobra a devolução de R$ 21.450, a serem atualizados. Em dois anos, o caso, com desvios e prejuízos que passam longe dos grandes escândalos, consegue agilidade que os rombos econômicos raramente recebem.

R.L.C, que era agente de trânsito, usou seu direito de acesso ao sistema para anular descontos feitos em seu salário. Ela distribuía os valores entre outros servidores, que não percebiam a fraude porque recebiam holerites sem as mudanças.

A nova ação acusa a mulher de improbidade administrativa, que pode provocar pena de multa, perda de direitos políticos e proibição de nomeação a cargos públicos de confiança.

As fraudes teriam sido cometidas entre outubro de 2014 e abril de 2016. O juiz Walmir Idalêncio dos Santos Cruz recebeu a denúncia e determinou a citação da ex-servidora e da prefeitura, que poderá atuar ao lado do MP na acusação.

O Giro tentou contato com a ex-servidora mas não conseguiu localiza-la. Ainda não há manifestação de defesa ou advogado nomeado para o caso


Últimas Notícias