Giro Marília -Mulher fica sem transfusão em Marília; Hemocentro faz ação de coleta nesta segunda

Uma paciente de 68 anos com quadro de leucopenia e anemia que depende de transfusões de sangue em Marília ficou dois dias sem conseguir atendimento por falta de bolsas para procedimento. A família pede doações e o Hemocentro terá atendimento especial nesta segunda.

Cleunice de Vasconcelos Oliveira faz tratamento há oito anos e o tratamento tem diferentes situações de reação do corpo. Segundo o filho, Alex, em algumas situações há recuperação rápida. Nos últimos dois anos ela precisou de mais procedimentos.

“É uma doença rara no sangue e precisa achar uma tipagem melhor. Não só pra ela, mas no momento o que puder fazer pedindo pra pessoal ir no Hemocentro doar, porque os estoques estão baixos”, diz Alex.

Procurou atendimento na sexta-feira no Hospital das Clínicas com indicação do Hemocentro mas não havia bolsas suficientes para o atendimento. Foi encaminhada para retorno no sábado e também não conseguiu.

“Ela veio pra casa, porque tem uma resistência muito baixa e pode ser infectada por qualquer doença. Acreditam que de amanhã (segunda) para frente sai a transfusão”, diz o filho.

O Hemocentro de Marília vem há meses em situação de alerta por falta de doadores. Nesta segunda, 14, Dia Mundial do Doador de Sangue, haverá uma ação especial de coleta com café da manhã, decoração e atrações musicais.

As doações devem ser feitas no Hemocentro da cidade (rua Lourival Freire, 240), no Bairro Fragata. O atendimento é feito das 7h às 13h.

Podem doar sangue pessoas em bom estado de saúde, entre 16 e 69 anos, e que estejam pesando mais de 50 kg. Além disso, é preciso apresentar documento oficial com foto e menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis. A doação também pode ser agendada pelo telefone (14) 3434-2541.


Últimas Notícias