Giro Marília -Paloma Libanio, superintendente do HC, recebe título de Cidadã Mariliense

Paloma Nunes Libanio, 38 anos, superintendente do Hospital das Clínicas em Marília nascida em Uberaba-MG, recebeu nesta semana o título de Cidadã Mariliense aprovado pela Câmara em medida que reforça o vínculo da médica com a cidade que ela adotou em 2001.

Formada pela Famema, Paloma Libanio é especialista em Saúde da Família e Comunidade pela Unifesp, especialista em Medicina do Trabalho pela Famerp e mestre em Ensino em Saúde pela Famema.

Chegou à superintendência do Hospital em 2016, nomeada pelo ex-governador Geraldo Alckmin, após passar por diferentes funções no Complexo Famema, que vão de ensino ao atendimento médico nas unidades e administração.

É especialista em Gestão da Qualidade (Einstein) e MBA em Gestão Hospitalar (FGV). Tinha 18 anos quando chegou à cidade e escolheu cursar medicina na Famema pelo conceito da instituição na área.

“Desde que cheguei até hoje, só me surpreendo com essa cidade. Marília sempre foi um verdadeiro símbolo de amor para mim, seja na minha profissão ou na formação da minha família. Essa cidade sempre representou um lar. Desde o cheiro delicioso de bolacha aos belos vales e lindo por do sol; do povo tão acolhedor à área da Saúde mais promissora do interior de São Paulo”, diz a médica.

Paloma Libanio (primeira à direita) em ação para atendimento em saúde a população ribeirinha na formação profissional - Arquivo pessoal

Começou as atividades no HC em 2012, no Pronto Socorro Infantil, e em 2014 iniciou atividades de gestão como Diretora Técnica do HCIII, além de continuar atuando como médica plantonista nas Unidades de Emergência Adulto e Urgência Materno Infantil, na Enfermaria do HCIII.

Trabalhou na Coordenação do Internato e Residência Médica do HCIII. Em 2016 assumi a Superintendência do HCFAMEMA, onde permaneço até o momento.

Aponta a garantia de acesso dos pacientes à assistência necessária em momento oportuno como maior desafio na área. “Possibilitar que cada paciente passe por consulta ou inicie seu tratamento a tempo de resolver sua necessidade de saúde. Fazer com que o SUS seja de fato universal, atendendo a todos de forma equânime e integral, oferecendo tratamento diferente às pessoas que tem necessidades distintas e durante toda a vida.“

Defensora do SUS (Sistema Único de Saúde), diz que o modelo precisa ser cada vez mais humano, eficiente e de qualidade. Atravessa a epidemia de covid como gestora do complexo que é referência para atendimento na região.

Entrega do primeiro lote de vacinas contra covid em Marília, em janeiro deste ano

“A conquistas são inúmeras, mas destaco a criação da autarquia HCFAMEMA, em 2015, que conferiu personalidade jurídica à instituição e possibilitou autonomia financeira e administrativa. Esse foi um importante passo para que fosse possível viabilizar os avanços que temos tido e os que ainda iremos conquistar. “

Casada com o médico Renato Augusto Tambelli, tem três filhos – Victor, Paula e Lucca – todos nascidos em Marília.

A superintendente diz ainda que não tem pretensão de seguir carreira política e agradeceu a iniciativa da Câmara, aprovada a partir de projeto do vereador Luiz Eduardo Nardi (Podemos).

“Marília me acolhe desde 2001. Aqui tive meus três filhos, aqui me tornei médica, professora e gestora. Marília faz parte da minha história e me sinto honrada em carregar, agora, o título de Cidadã Mariliense.