Giro Marília -Promotoria investiga nepotismo em nomeação de comissionado na Codemar

O Ministério Público do Estado de São Paulo abriu uma investigação de denúncia de nepotismo na nomeação de Adriano Luís Albuquerque, filho do vereador José Carlos Albuquerque, para um cargo comissionado da Codemar (Companhia de Desenvolvimento econômico de Marília.

Adriano foi nomeado assessor do presidente em 2019. Segundo a representação enviada ao Ministério Público, a indicação foi feita em troca da atuação de Albuquerque como líder do prefeito Daniel Alonso na Câmara.

Além do nomeado e do vereador, está representado o presidente da Codemar, Claudirlei Santiago Domingues, responsável pela nomeação.

O promotor Oriel da Rocha Queiroz determinou a notificação dos três sobre a abertura do inquérito e abriu prazo de cinco dias para recursos contra a instauração do procedimento.

O vereador Albuquerque disse ao Giro Marília que o filho é funcionário da Codemar contratado antes de ele tomar posse em janeiro de 2017.

Segundo o parlamentar, a indicação para o cargo comissionado não teve qualquer indicação ou influência política e representa medida interna de avaliação do trabalho de um funcionário contratado, transferido a outra função.

“Ele já trabalhava na Codemar no mandato do ex-prefeito Vinícius Camarinha, antes de eu ser vereador, registrado em carteira. Já houve apuração sobre isso e foi arquivada”, disse Albuquerque.

O vereador afirmou ainda que sua atuação como líder “só teve trabalho, vantagem nenhuma” e que ainda não recebeu qualquer notificação da apuração.

“Tenho 20 anos de vida pública. Tenho orgulho de ter doado 20 anos de minha vida para a cidade, colaborando para excelentes leis, esse é meu orgulho.”


Últimas Notícias