Giro Marília -Tabela reduz custo de cargas por trens e setor fica mais atraente; faltam as ferrovias

A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) publicou no Diário Oficial uma nova tabela de custos que vai reduzir os valores para transporte de cargas pela Rumo Logística na Malha Paulista e torna o modelo ainda mais atraente. Falta ampliar a estrutura de ferrovias.

A medida é acompanhada por outras resoluções, como a previsão do frete de retorno no transporte rodoviária, que acrescenta custo às viagens por caminhões. O resultado é que o transporte por trens pode ficar até 70% mais barato, sendo cálculo de especialistas do setor.

Segundo a deliberação da diretoria, a nova tabela atende decisão da Justiça Federal em Curitiba, em ação que questiona o modelo de reajustes de preços adotado pela Rumo. Apesar da mudança reduzir valores, nem a ANTT e nem a Justiça se pronunciaram em relação aos valores já pagos.

O impacto é grande. Para produtos em geral – sem especificação – a tabela da rumo – editada em 2018 – previa cobrança de R$ 39,14 por tonelada. A ANTT fixou o valor em R$ 17,59 por tonelada.

Carga de açúcar, muito movimentada no Estado, teve redução de R$ 21,23 para R$ 12,27. No caso de combustíveis, a tabela da Rumo sofre ainda mais alterações.

A empresa previa preço único para álcool, gasolina e diesel em R$ 17,27 por m³ transportado. A ANTT fixou valores diferenciados com R$ 12,27 para álcool, R$ 16,49 para gasolina e R$ 14,60 para óleo diesel.

A deliberação foi divulgada cinco meses depois da decisão judicial, que tramitou administrativamente para ajustes até a publicação. É uma redução já ameaçada por projetos em discussão no Congresso que podem mudar a regulamentação dos reajustes, mas por enquanto incentiva o uso do transporte ferroviário.

O problema é que muitas regiões do Estado, incluindo Marília, esbarram na falta de ferrovias em operação e de estrutura de terminais para este transporte.

A promessa de retomada de vias férreas esbarra em projeto de prorrogação da concessão da Rumo, cálculo de investimentos, recuperação de linhas e adesão de empresas, um longo processo sem a menor perspectiva de prazo ou de consolidação.

Veja abaixo a nova tabela da ANTT e a tabela da Rumo para a Malha Paulista