Giro Marília -Vídeo - MP destaca promotor de Marília na epidemia; fala de saúde, economia e CPI

Promotor Isauro Pigozzi, entrevista pelo canal oficial do Ministério Público no Estado - Reprodução

O promotor de Justiça Isauro Pigozzi Filho, que atua na área de Saúde em Marília, foi destaque em divulgação estadual do Ministério Público de São Paulo sobre controle da epidemia de Covid em um vídeo sobre as medidas judiciais adotadas na cidade disse que a atuação de vereadores da CPI da Covid em Marília é bem-vinda em tudo o que buscar contribuir.

“As Comissões Parlamentares de Inquérito são inerentes às atribuições dos vereadores e da Câmara, que têm autonomia para deliberar nesse sentido. Tem por objeto verificação da transparência dos gastos públicos, está dentro da liberdade de opção. Obviamente que isso pode causar algum transtorno na resolução da atividade neste momento em que estamos com alto grau de contágio. Mas ela é bem-vinda. Todo mundo que puder vir para contribuir, tanto Legislativo quanto Executivo, não vejo empecilho."

Isauro Pigozzi é membro do Grupo de Trabalho de Enfrentamento à Pandemia criado pelo MP no Estado e participou de uma entrevista com aproximadamente dez minutos divulgada no canal oficial da instituição no Youtube (asista no final do texto).

Lembrou o início da atuação em 2020 com uma ação que obrigou a cidade a seguir as regras estaduais de quarentena e disse que a cidade vive momento delicado “como todo o Estado”.

“Foi um dos primeiros indicativos de como deveríamos iniciar plano de trabalho jurídico, qual seria o instrumento jurídico que nos daria segurança”, disse o promotor.

Ele comentou ainda a pressão pela retomada de atividade econômica e lembrou manifestações ocorridas em frente à sede do Ministério Público na cidade.

“Tivemos manifestações em frente à promotoria, isso nos trouxe preocupação mas a gente recebe as críticas, desde que sejam respeitosas. Recebemos isso, mas traçar responsabilidade: a gestão é das autoridades sanitárias, no caso específico um comitê do Estado junto com comitê da cidade”, destacou.

Disse ainda que na redução de danos a coletividade está sendo submetida a sacrifícios. "Vamos pagar preço caro, estamos pagando com muitas vidas perdidas, vai se pagar um preço caro na economia. No geral, o SUS temos que dar parabéns. Estamos empoderando a área da saúde."

Assista abaixo à integra da entrevista.


Últimas Notícias