Giro Marília -Deputada quer 'lei seca' em universidades e fim do 'open bar'

Um projeto da  deputada estadual Janaina Paschoal (PSL) apresentado na Assembleia Legislativa de São Paulo pode implantar ‘lei seca’ nas universidades e acabar com as festas open bar promovidas nas instituições e com seu envolvimento.

A proposta torna ilegal a ‘compra, venda, fornecimento e consumo de bebidas alcoólicas’ nas instituições de ensino públicas e privadas do Estado.

A medida atingiria ainda áreas destinadas às moradias estudantis, centros e diretórios acadêmicos, atléticas, grêmios estudantis, clubes de professores e funcionários e a quaisquer associações ou agremiações semelhantes.

Ainda de acordo com o projeto, fornecedores de bebidas a qualquer aluno ou entidade universitária ficarão sujeitos a multa de dez salários mínimos,

Na lista de motivos para o controle, a deputada cita excesso de casos com consumo excessivo e risco de casos de estupro e violência.

“As moças, ávidas por se igualarem aos homens também no que há de mau, bebem nessas festas até o ponto de perderem a consciência sobre os próprios corpos, vindo a sofrer abusos dos quais se recordam apenas no dia seguinte”, diz Janaína.

Uma lei de 2009, criada por proposta do deputado Celso Giglio (PSDB-SP), já proibia a comercialização de bebidas, mas não citava as festas ‘open bar’ e nem detalhava multas.



Últimas Notícias