Giro Marília -Marília tem morte de paciente com gripe H1N1; vacinação continua

Um paciente de 39 anos, morador do Jardim Morumbi, na zona oeste de Marília, morreu em consequência de Síndrome Respiratória Aguda, um caso de gripe que evolui para quadro grave de perda respiratória.

O homem registrou sintomas dias antes de procurar o serviço de saúde. Foi vítima da gripe do tipo H1N1 e apresentou os sintomas a partir do dia 22 de março. Marilia já registrou neste ano 41 casos suspeitos da Síndrome, com dois para gripe H1N1 e 24 de tipos não especificados. A saúde espera confirmação para 15 casos. Apenas um paciente faleceu.

Segundo o portal G1, do grupo Globo, além de Marília a região registrou também uma more por gripe em Guaiçara, onde um paciente de 51 anos foi vítima da gripe tipo A não subtipado, quando não é possível isolar o vírus.

Edson Pereira Camacho estava internado na Santa Casa de Lins, onde morreu no último dia 14. 
A Saúde faz em Marília até o dia 31 de maio a campanha de vacinação contra a gripe, que protege contra vírus H1N1, mas há público alvo específico.

O SUS garante a vacina contra a gripe para crianças (seis meses até menores de seis anos), pessoas com 60 anos ou mais, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, além de policiais civis e militares, bombeiros e integrantes das Forças Armadas.

Também têm direito à dose populações indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis (diabetes, hipertensão, entre outras) e condições clínicas especiais.


Últimas Notícias