Giro Marília -Avião ucraniano cai no Irã e 176 passageiros morrem; causa ainda é desconhecida

Um avião de uma companhia aérea ucraniana, a Ukraine International Airlines, caiu na manhã desta quarta-feira logo após decolar do aeroporto de Teerã, no Irã, com destino a Kiev, na Ucrânia. Todas as 176 pessoas que estavam a bordo morreram na queda.

A princípio, informações inciais apontavam uma falha no motor como motivo do acidente. No entanto, a embaixada da Ucrânia no Irã emitiu um comunicado oficial afirmando que qualquer declaração anterior não era oficial e que a causa da queda ainda está sendo investigada. Não é possível saber se houve relação do acidente com a crise militar pela qual o país atravessa no momento.

Na noite da última terça, o Irã assumiu a autoria de ataques contra bases militares no Iraque onde estavam tropas americanas, em retalhação ao assassinato do general Qassem Soleimani. Foram lançados 15 mísseis ballísticos, dos quais o governo dos EUA alega que acompanhou por radar, comunicando a base no Iraque a tempo dos militares americanos procurarem cobertura. O presidente americano Donaldo Trump declarou que "tudo está bem" porque nenhum americano teria morrido com a ofensiva iraniana.

Com a escalada do conflito, antes da queda do avião ucraniano, diversas companhias aéreas de todo o mundo cancelaram voos com destino ao Irã e ao Iraque. Entre elas estão a China Airlines do Taiwan, a Emirates e FlyDubai dos Emirados Árabes Unidos, a Lufthansa da Alemanha e a Air France da França. Além disso, outros países, como a Rússia e a Índia, aconselharam que suas companhias deveriam evitar esses voos.


Últimas Notícias