O atleta mariliense Tayron Pedro, 21, precisou de três minutos para fazer uma das lutas mais emocionantes da noite e vencer Victor Nunes “Sombra”, do Rio de Janeiro, por finalização nesta quinta-feira no Rio de Janeiro.

Tayron disputou o segundo Festival de Lutas Cufa (Central Única das Favelas), transmitido pelo canal Combate ao vivo. Na luta principal da noite, a campeã mundial de Muay Thai, Istela Nunes, venceu a desafiante Karoline Martins por nocaute com um chute no rosto.

Com 1,66 de altura e 61,2 quilos, é menor e mais baixo que seu oponente. Victor Sobra, da Comunidade carioca de Morro Azul, tem 1,69 e 61,6 quilos.

Ainda assim o mariliense iniciou o combate mais agressivo, tentou encaixar chutes e jabs diretos. Mas foi de Victor Sombra o melhor golpe. Depois de um cruzado que provocou a queda do mariliense, o lutador carioca foi para cima com uma sequência de socos e uma joelhada.

Parado junto à tela do octógono, Tayron resistiu aos ataques e aproveitou uma chance de reação para agarrar e derrubar o adversário. Assim que os dois caíram Tayron consegui encaixar um armlock, golpe que prende o braço do adversário para movimentos de torsão. 

Além de dificultar qualquer reação com ataque, o golpe pode provocar dor intensa e lesões. Durante 25 segundos o carioca tentou escapar, até desistir. Com dois minutos e 56 segundos de combate, Tayron venceu a luta.

Tayron, que ainda está no Rio de Janeiro, retoma nos próximos dias os treinos com acompanhamento da equipe Rodrigo Seabra Team, da Academia RBV em Marília, além do Team Nogueira e mestre Vander Valverde, do Rio de Janeiro.


Últimas Notícias