Giro Marília -Justiça intervém no MAC e nomeia ex-presidente para gerir clube

A juíza Angela Martinez Heinrich, da 5ª Vara Cível de Marília, nomeou o advogado e ex-presidente do MAC João Fernandes More para assumir como gestor-depositório a administração do clube.

A intervenção tem prazo indeterminado e será cumprida até que o gestor receba usufrutos suficientes para quitar dívida do clube avaliada inicialmente em R$ 138 mil, mas que já se aproxima dos R$ 300 mil.

A decisão, publicada nesta semana no Diário Oficial, determina ainda que seja encaminhado ofício à Federação Paulista de Futebol e à Confederação Brasileira de Futebol com a indicação de João More como administrador-depositário do clube.

A nomeação é apresentada pela juíza como uma forma de fazer o clube cumprir a determinação de pagar a dívida, em uma ação de cobrança que já se arrasta há cinco anos.

Antes da intervenção, ela chegou a nomear o advogado como gestor da marca e direitos federativos do clube, uma medida que mostrou-se inviável e ineficaz.

João Fernandes More, advogado e ex-presidente do MAC< consegue ordem para assumir clube

João More chegou a pedir que o clube fosse impedido de participar de qualquer competição oficial até realizar o pagamento. A juíza negou.

“A proibição de um clube de futebol de participar de competições inviabilizaria a sua sobrevivência. Com efeito, se o clube não participar de competições não tem como auferir qualquer tipo de renda, o que redundaria em consideráveis prejuízos não só ao clube como ao próprio exequente.”

João More, ex-vereador e ex-presidente da Câmara, já foi presidente do MAC entre 1985 e 1988. Acesse a íntegra da decisão que provocou a intervenção.


Últimas Notícias