Giro Marília -Ford Fusion 2017 traz novo motor e mais tecnologia

O Ford Fusion 2017 chega às concessionárias a partir de 1º de outubro com mudanças na oferta de motores, nos itens de tecnologia e no desenho externo. A versão de entrada, 2.5 flex, ficou 7% mais econômica e adotou sistema de partida a frio sem tanquinho auxiliar de gasolina. Tem potência máxima de 175 cavalos e preço inicial de R$ 121,5 mil.

Já o motor 2.0 EcoBoost recebeu novo turbo, teve a taxa de compressão elevada e passou de 234 para 248 cv. Também está 7% mais econômico. Esse propulsor agora é disponível desde a versão SEL e tem preço inicial de R$ 125,5 mil. 

Mais completas são as opções Titanium FWD (com tração dianteira) e Titanium AWD (com tração integral), por preços sugeridos de R$ 138 mil e R$ 154,5 mil. 

Com a linha 2017 a montadora espera concorrer com as versões mais completas de sedãs médios como Honda Civic e VW Jetta e com modelos de porte semelhante ao seu como Honda Accord, Hyundai Azera, Toyota Camry e VW Passat. Também tentará ganhar, na base da potência, do espaço e da tecnologia, consumidores de Audi A4, BMW Série 3 e Mercedes-Benz Classe C. 

Para isso, sua versão topo de linha Titanium AWD traz, além dos 248 cv, tração integral inteligente, piloto automático adaptativo com start-stop, alerta de colisão com sistema autônomo de frenagem (apto a reduzir a velocidade ou mesmo parar o carro), assistente autônomo de detecção de pedestres, sistema de estacionamento automático, monitoramento de pontos cegos, alerta de tráfego cruzado, sistema de permanência na faixa, banco do motorista e do passageiro com ajustes elétricos, aquecimento e refrigeração, entre outros itens. 

Desde a versão de entrada, SE flex, o Fusion 2017 tem rodas de 18 polegadas, sistema de partida sem chave, nova central multimídia Sync 3, controle ativo da grade frontal (que se fecha para melhorar a aerodinâmica), monitoramento da pressão dos pneus, AppLink, conectividade com Car Play e Android Auto. 

EXTERIOR
Por fora a Ford alterou de maneira bem sutil os principais elementos dianteiros. A grade foi alongada e os faróis principais ganharam perfil mais afilado. No SE e SEL eles utilizam lâmpadas halógenas e no Titanium, LEDs. Na traseira há agora uma barra cromada unindo as duas lanternas. 

CÂMBIO
Todo Fusion vem com câmbio automático. Na linha 2017, no lugar da alavanca tradicional há um botão giratório chamado pela Ford de E-Shifter. As aletas para trocas de marcha (seis ao todo) atrás do volante estão em todas as versões a partir da SEL EcoBoost. 

REVISÕES
O Fusion tem três anos de garantia. O custo total das três primeiras revisões é de R$ 1.636. É possível optar por um ou dois anos de garantia adicional com preços entre R$ 3.557 e R$ 4.233. A Ford está oferecendo taxa zero para pagamentos com entrada de 60% e saldo restante em 12 vezes.