b
Giro Marília -Alexandre Nardoni pede progressão para semiaberto na cadeia

Alexandre Alves Nardoni, condenado a 30 anos e dois meses de prisão pela morte da filha Isabella, pediu à Justiça progressão ao regime semiaberto, que pode até permitir uma liberdade antecipada com controle de horários.

O pedido já recebeu parecer contrário do Ministério Público e tramita na Vara de execuções Criminais de Taubaté, onde ele cumpre pensa desde 2008.

A defesa de Nardoni argumenta que ele já cumpriu prazo de pena para o benefício e aponta abatimento de 634 dias da punição por trabalhar na penitenciária.

No semiaberto os detentos têm direito a cinco saídas temporárias no ano, entre elas Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal.

Anna Carolina Jatobá, madrasta de Isabella e condenada comocúplice no crime, já cumpre pena no regime semiaberto desde o ano passado.

O promotor Luiz Marcelo Negrini aponta a brutalidade do crime cometido e pediu um exame criminológico por se tratar de um crime muito grave e com pena muito alta.

Alexandre Nardoni e Anna Jatobá foram considerados culpados pela morte de Isabela, filha dele no primeiro casamento. Segundo o processo, além de agressões que teriam provocado lesões e deixado a menina inconsciente, Nardoni teria atirado a menina pela janela do apartamento onde o casal vivia em São Paulo.


Últimas Notícias