Giro Marília -Apesar da Ômicron, Bolsonaro diz que Brasil 'não suporta mais um lockdown'

source
Apesar da Ômicron, Bolsonaro diz que Brasil 'não suporta mais um lockdown'
Isac Nóbrega/ PR
Apesar da Ômicron, Bolsonaro diz que Brasil 'não suporta mais um lockdown'

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que o Brasil não suportará "novos lockdowns". A declaração, realizada durante solenidade no Palácio do Planalto, ocorre em meio à confirmação de novos  casos da variante Ômicron, que vem preocupando governos estrangeiros.

Nesta quinta-feira, o Ministério da Saúde anunciou que o país tem cinco casos confirmados da variante e outras oito ocorrências em investigação. No Palácio, Bolsonaro fez um apelo para que as autoridades tratem o tema como uma questão de saúde pública e não política.

"Um apelo que eu faço a todas as autoridades. Vamos tratar a questão do vírus como uma questão de saúde pública, de responsabilidade, e não política. Nós não suportaremos mais um lockdown", disse.

Apesar da declaração do presidente, o Brasil nunca passou por um lockdown em esfera nacional. Na maioria dos casos, governadores e prefeitos adotaram medidas restritivas como fechamento de comércios ou proibição de eventos públicos.

Leia Também

Leia Também

Nesta quinta-feira, Bolsonaro voltou a criticar a proposta de passaporte vacinal adotada por algumas prefeituras, como a do Rio. O presidente repetiu que o governo comprou vacinas para toda a população, mas que todo cidadão deve ter liberdade para se imunizar ou não.

Bolsonaro já declarou que não tomou a vacina e, nesta quinta-feira, voltou a dizer que elas ainda são "experimentais", o que não é correto: as vacinas foram testadas e sua eficácia e segurança foram atestadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

"Entendo eu que aquelas autoridades, outras, que estão exigindo passaporte vacinal, calcado numa lei de fevereiro do ano passado, onde não existia ainda vacina, estão extrapolando", disse Bolsonaro.

Fonte: IG SAÚDE