Giro Marília -São Paulo vive escassez de leitos de UTI e número volta a quase 70% de ocupação

source
São Paulo vive escassez de leitos de UTI e número volta a quase 70% de ocupação
Rogerio Santana/Governo do Rio de Janeiro
São Paulo vive escassez de leitos de UTI e número volta a quase 70% de ocupação

O estado de São Paulo voltou a registrar números negativos quanto à taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Por conta da piora no quadro geral do estado, em termos de internações e óbitos pela Covid-19, o governo decretou restrição de circulação, das 23h às 5h.

O principal motivo para o retorno das restrições mais rígidas é o aumento da média de ocupação de leitos de UTI no estado, que passou de 66% para 69,3% na última semana. Segundo o governador João Doria, a decisão foi tomada, na manhã desta quarta-feira (24), em conjunto com o Centro de Contingência da Covid-19.

Neste momento, o estado registra 1.990.554 casos e 58.199 óbitos pela doença. Até esta segunda-feira (22), havia 6.410 pacientes internados em leitos intensivos no estado. Antes, o maior número havia sido de 6.250, em julho de 2020.

"É um recorde histórico desde fevereiro do ano passado, quando tivemos o primeiro caso de Covid no Brasil e no estado de São Paulo", disse o governador.

Alerta ligado 

"Nos últimos 10 dias, houve um aumento progressivo batendo sucessivos recordes, de 660 pessoas internadas a mais em leitos de UTI no estado de São Paulo. São Paulo ainda tem um número considerável de leitos de UTI, mas temos a preocupação de eles se esgotarem em três semanas. Isso é consequência das aglomerações que ocorreram cerca de 10 dias atrás, mas também pode ter ocorrido por outros fatores, especialmente, por conta das variantes, especialmente a de Manaus", afirmou Paulos Menezes, coordenador do Centro de Contingência de Covid-19. 

Números da Covid em SP do dia 24.02.21
Governo de SP
Números da Covid em SP do dia 24.02.21

Segundo análise do Centro de Contingência, o estado entraria em um colapso do sistema de saúde em 22 dias caso não fossem adotadas medidas restritivas. Com várias unidades de saúde já com 100% de ocupação dos leitos de UTI destinados à Covid-19, a taxa de ocupação no estado atualmente é de 69%.

Fonte: IG SAÚDE

Últimas Notícias