Giro Marília -"Uma liberação de capital desse tamanho na economia é inédita", diz Campos Neto

source
Roberto Campos Neto, presidente do BC arrow-options
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Roberto Campos Neto, presidente do BC

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse nesta terça-feira (7), durante uma coletiva de imprensa que as medidas do BC Central para conter a crise econômica provocada pela pandemia do novo cornavírus  (Sars-Cov-2) somam uma liberação de capital de R$ 1,218 trilhão, o que corresponde a 16,7% do PIB. 

Caixa abrirá 30 milhões de poupanças gratuitas para brasileiros sem conta

Campos Neto comparou as medidas com as realizadas durante a crise econômica de 2008, que corresponderam a 3,5% do PIB. "Uma liberação de capital desse tamanho na economia é inedita no Brasil. Nunca havia sido feita", afirmou Neto.

Segundo ele, o País foi o que mais agiu em termos de suporte ao crédito e à liquidez diante da pandemia. "Se a gente comparar o Brasil com o resto do mundo, a gente foi ágil, eficiente e grande", completou.

Cronograma de 2ª e 3ª parcelas de auxílio seguirá data de aniversário

O presidente do Banco Central falou que a missão da entidade é manter sistema com bastante liquidez e ter condições estimulativas de olho no canal de crédito. 

Trabalhadores com contas no vermelho receberão auxílio de R$ 600 integralmente

Entre as medidas, Campos Neto apontou a realização de swap cambial com com Fed (Federal Reserve, o banco central dos EUA), e a criação de linha de crédito para pequenas e médias empresas.


Últimas Notícias